A melhor das contradições

Postado em:
Blog - Depoimentos
- 17/03/2021 10:03:41

O desenvolvimento do hábito da leitura começa em casa, junto com os responsáveis e acreditando nisso o Clube Trem de Histórias convida os adultos para falarem sobre sua experiência na inserção da leitura com as crianças.

Toda mãe, em geral, é o agente transformador, na maioria das vezes, é ela que escolhe, quem compra e quem lê com os filhos, a decisora e, principalmente, a contadora de histórias.
Dessa vez a voz é da mamãe Carina Pila que nos relata sobre essa experiência de leitura em dose dupla e a leitura como uma das principais atividades dentro de casa.
 

A melhor das contradições

 
Depois de alguns meses vivendo a experiência de ser mãe em dose dupla, ficou um pouco mais fácil entender a sensação que a maternidade trouxe para minha vida.

Apesar de ter me assustado com a gravidez e principalmente com o fato de ter dois bebês na minha barriga, desde a gestação já senti o peso desse contraste: uma responsabilidade enorme, medo, culpa, cansaço, renúncia, mas também o coração se encher de esperança a cada chutinho dentro da barriga, a alegria ao ver no ultrassom o desenvolvimento dos bebês e de imaginar os momentos felizes que estavam por vir.

Eu mal sabia que estaria prestes a confirmar o que para mim é palavra de ordem no maternar: contradição! Digo isso pois dentro de um mesmo dia você é exposta ao maior amor do mundo ao mesmo tempo em que passa pelo maior estresse que poderia, estresse que pode ser causado por inúmeras ocorrências ou mesmo pensamentos.

Ser mãe para mim é isso! Faz você mudar o rumo, dobrar o turno, se preocupar com o mundo e imaginar formas de cuidar do meio ambiente. Faz você resgatar hábitos e repensar o seu tempo, voltar a ler foi um deles! Deixei de querer passar tantas horas nas redes sociais, apesar de nem sempre conseguir realizar as atividades que gostaria.

Passei também a imaginar para eles um mundo com menos telas e mais páginas, já que depois de tantos meses de pandemia, sem poder sair de casa, é no livro que nós viajamos com as crianças. É por meio dos livros que ensinamos sobre respeito ao próximo, sobre cultura, arte, sobre estar na companhia de outras pessoas, os livros nos fazem voar.

A leitura aqui na minha casa se tornou uma nova atividade depois da chegada dos dois, é o momento em que vemos os olhinhos deles brilharem ao folhearmos as páginas. Eles ainda são bebês, mas é incrível como já são capazes de prestar atenção nas figuras e na entonação de voz que usamos quando contamos a história. Eles fixam os olhinhos, sorriem, expressam inúmeras reações ao virarmos as folhas.

Ler te faz ser livre, o que mais posso querer para os meus filhos senão a liberdade? Desejo que essa ideia esteja bem clara dentro do coração dos dois: que voem muitos voos e que eu consiga estar por perto para, se eles precisarem, poder fazê-los voar ainda mais alto.

Carina Pila
Relações Públicas
30 anos
Casada com Pedro Sanches
Mãe do Otto e do Martín 

 

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Aula de Circo para crianças!!
Aula de Circo para crianças!!
Passeio de Veleiro no pôr do Sol.
Passeio de Veleiro no pôr do Sol.
A importância dos filmes infantis
A importância dos filmes infantis
O mercado de clubes de livros infantis nos Estados Unidos
O mercado de clubes de livros infantis nos Estados Unidos
Esporte é inclusão
Esporte é inclusão